Nos últimos anos a competição pelo uso de terras no Brasil vem aumentando, principalmente devido a crescente demanda mundial por alimentos, que exige dos produtores de alimentos cada vez maiores ganhos em produtividade.

Com isto os projetos de pecuária de corte devem cada vez mais aumentar a sua eficiência produtiva para continuarem sendo competitivos, e isto é observado com maior intensidade em áreas com aptidão para agricultura.

Na comparação de rentabilidade entre pecuária e agricultura, a primeira já sai em desvantagem pelo desequilíbrio entre os níveis tecnológicos com que são conduzidos a maioria dos projetos pecuários.

Enquanto projetos agrícolas de produção de milho e soja tem rentabilidade prevista para a safra 2013/14 de R$ 700,00 a R$ 1.200,00 por hectare, projetos pecuários conduzidos com baixa utilização de tecnologia (recria e engorda com produção de 3-6@/ha/ano) tem resultado de R$ 198,00 por hectare ano (Agroconsult, 2014).

Com base neste cenário a utilização estratégica do Confinamento de bovinos de corte pode ser uma ferramenta viável de aumento da rentabilidade dos projetos pecuários de cria (descarte de vacas), recria e engorda.

confinamento

 

O Confinamento pode proporcionar aumento na quantidade de arrobas produzidas por hectare em qualquer sistema de produção de gado de corte, pois permite uma grande concentração de animais em uma pequena área e com alta produção de arrobas por animal.

Como o Confinamento é uma estratégia de ciclo curto, 80-120 dias em média, deve ser muito bem planejado e conduzido de forma a proporcionar o máximo retorno sobre o capital investido.

Atualmente várias são as formas de se utilizar o confinamento como ferramenta estratégica, o mesmo pode ser conduzido na própria propriedade, com objetivo de atender ao mercado de commodites ou ainda mercados com demandas específicas como produção de animais para Cota Hilton ou carnes especiais.

Existe ainda a possibilidade de se enviar animais para acabamento em confinamentos de terceiros nas modalidades de pagamento de diárias e/ou parcerias, estratégia muito interessante para aquele produtor que intensifica a recria de seus animais no período das águas, produzindo uma arroba com custo mais baixo, e utilizando o confinamento para realizar o acabamento dos animais e liberar as áreas de pastagem da propriedade no período seco.

Qualquer que seja a escolha do produtor alguns pontos são fundamentais para o sucesso do confinamento e a maximização dos lucros, dentre eles estão:

 

 

Mesmo com os avanços em termos de manejo de pastagens e estratégias de produção de carne a pasto o Confinamento é essencial a rentabilidade e competitividade da pecuária de corte. Pois os avanços tecnológicos na produção á pasto apresentam limites operacionais ou mesmo de área, e que fazem do confinamento uma opção viável para aumento de produtividade.

Com o objetivo de oferecer ao pecuarista condições de aumentar a lucratividade de seu negócio a Integral Nutrição Animal vem trabalhando com uma equipe de campo capaz de auxiliar o cliente no planejamento, condução e gestão de seu negócio, sempre com o foco no lucro da atividade.

Atualmente a Integral realiza treinamentos constantes de sua equipe e também das equipes de sues clientes, objetivando qualificar cada vez mais a mão de obra responsável pelo dia a dia das fazendas e que tem um papel fundamental para se alcançar os objetivos que foram traçados para o negócio.

 

Luiz Henrique Dantas Carrijo.
Diretor Técnico – Integral Nutrição Animal

Ver Todas