No Brasil, o número de bovinos confinados saltou de 1,95 milhões de cabeças em 2000 para 2,69 milhões de cabeças em 2009 (ANUALPEC, 2009). Historicamente, a lucratividade do confinamento está alicerçada na venda do boi gordo no pico da entressafra, ficando o pecuarista à mercê das oscilações do mercado, podendo, inclusive, ter prejuízo com a adoção dessa atividade, caso a relação dos custos de produção: preço de venda não seja favorável.
Deve-se pensar em fazer do confinamento, uma atividade lucrativa, na qual a um determinado custo tenha-se a maior eficiência do sistema. Alcançar a máxima eficiência biológica dos animais (kg de MS ingerida por @ produzida) é uma das maneiras de se tornar um confinamento lucrativo.
A utilização de dietas balanceadas e compostas por alimentos que visam melhorar a Conversão Alimentar e a Eficiência Biológica deve ser o objetivo de todo confinador. Com a correta manipulação da dieta e escolha dos animais tem-se uma redução no tempo necessário para o animal atingir o ponto de abate, diminuindo-se, com isto, os custos do confinamento.
A avaliação da eficiência de um confinamento não está mais no ganho de peso diário e sim na quantidade de alimento necessária para a produção de uma @ no ganho, pois esta avalia a qualidade da dieta utilizada e dos animais confinados.
Não é surpresa observarmos animais com altos ganhos de peso diário, porém ao custo de muita comida, o que torna a @ produzida muito cara.

Ganho de Peso Vivo Médio Diário.

Qtde. @ produzidas.

Eficiência Biológica.

Custo /@ produzida.

Diferença

1,700 g/boi/dia

5

130 kg MS/@

R$ 50,70

+ R$ 39,00/boi.

1,700 g/boi/dia

5

150 kg MS/@

R$ 58,50

15 % menos eficiente.

Obs: Custo da MS da dieta R$ 0,39/kg

A Integral trabalha com nutricionistas treinados e preparados para avaliar as melhores opções de alimentos e formular as melhores dietas com objetivo de proporcionar a seus clientes o aproveitamento máximo dos alimentos utilizados no confinamento.

Equipe Técnica Integral Nutrição Animal

 

Ver Todas